Mais Lidas

Niterói: Acadêmicos do Sossego define enredo para 2021

A agremiação, que desfila pela Série A, vai apresentar na Marquês de Sapucaí o enredo 'Visões Xamânicas'

André Rodrigues (à esq.) ao lado do presidente da escola, Hugo Junior
André Rodrigues (à esq.) ao lado do presidente da escola, Hugo Junior -
O Escola Acadêmicos do Sossego anunciou no domingo o tema para o Carnaval 2021. A agremiação, que desfila pela Série A, vai apresentar na Marquês de Sapucaí o enredo 'Visões Xamânicas' que, desenvolvido pelo carnavalesco André Rodrigues, aborda uma saga épica imaginada entre o presente e futuro, com narrativa inspirada em relatos de David Kopenawa, o grande Xamã Yanonami.
"Há dois anos havia preparado um enredo sobre resistência indígena. Durante esse período, um amigo historiador me recomendou a leitura do livro 'A queda do céu', que conta a vida do Xamã Yanomami Davi Kopenawa e um pouco da cosmologia do seu povo. Foi a minha inspiração", revelou o carnavalesco.
O enredo aborda uma perspectiva futura traçada em profecias xamânicas, onde a humanidade provocaria o colapso do planeta a partir da ambição e consumo. Nesse cenário, a escola do Largo da Batalha vai apontar o contexto indígena, de valorização da natureza, como um caminho de esperança e consciência para o povo.
COVID-19 INFLUENCIA HISTÓRIA
O enredo 'Visões Xamânicas' fará uma alusão à pandemia do coronavírus, ao mostrar que, impulsionada pela cultura do consumo e progresso material, a sociedade pode chegar a uma situação de caos semelhante a que o planeta está vivendo hoje, com pessoas trancadas em casa e com medo de sair às ruas.
"O homem não indígena não consegue viver em harmonia com a natureza. Cria visões de futuro positivas, mas olha onde estamos; presos em nossas casas sem poder interagir e progredir", diz André Rodrigues.