Mais Lidas

Sheila Mello se abre e fala como está depois da separação de Xuxa

Desde a separação, a ex-loira do Tchan se manteve discreta sobre o assunto, mas agora está pronta para falar

Sheila Mello
Sheila Mello -
Em agosto de 2018, Sheila Mello e Fernando Scherer, o Xuxa, anunciaram o fim do casamento de oito anos. Desde então, a ex-loira do Tchan se manteve discreta sobre o assunto, mas agora está pronta para falar sobre a separação.


Em entrevista dada ao portal UOL, Sheila, que está estudando Psicologia, disse que não foi fácil abandonar a ideia de família, mas que com o tempo e terapia, conseguiu seguir em frente. "Faço terapia há muitos anos e hoje, estudando psicologia, tenho essa pérola de que toda crise nos leva para um desenvolvimento muito grande. Não é fácil você abandonar uma coisa que você tinha idealizado, porque sempre idealizei uma família, mas junto com a sombra há muita luz", disse a loira.


Os dois se conheceram quando estavam confinados no reality ‘A Fazenda’, da Record, em 2009. Assim que saíram do programa eles assumiram o namoro e se casaram em junho de 2010. Em 2013, nasceu Brenda, a única filha do casal. "A minha relação com a minha filha ficou mais próxima [com a separação]. Na questão profissional, estou num momento muito legal. Teve essa perda da ilusão da família, mas tive muita conquista no lado de desenvolvimento pessoal", explicou a futura psicóloga.


Sheila disse que o nascimento da filha fez com que ela conhecesse um lado dela antes não explorado. "Sempre fui muito autoritária, determinada, sempre tive muita força física, de ação. De repente, quando me tornei mãe, precisava de um espaço de sutileza, um espaço que não conhecia muito meu", contou a influenciadora digital.


Ela afirmou que antes da filha nascer tinha uma personalidade forte e que teve que aprender a se adaptar para poder viver plenamente a maternidade. "Quando minha filha nasceu com uma personalidade forte, tive que desenvolver uma habilidade que não tinha. Até então, minha mãe sempre foi uma pessoa forte e autoritária, era a primeira ferramenta que eu tinha", disse Sheila.

Comentários