Mais Lidas

Goleiro do AJax conta que já foi rejeitado em clube por racismo da torcida: 'não seria aceito'

André Onana afirmou também que convive com atos preconceituosos em quase todos jogos fora de casa

André Onana
André Onana -
Titular absoluto e um dos destaques do Ajax, André Onana contou sobre episódios de racismo que sofreu ao longo de sua carreira. Ao jornal holandês Het Parool, o goleiro de 23 anos revelou que já teve que  interromper negociações com um clube por ser negro. 
"Na estrada, eu percebi: não é fácil para um goleiro preto chegar ao topo. No meu primeiro ano no Ajax, chegamos à final da Liga Europa. Depois dessa final, havia um clube interessado, mas esse clube decidiu não me contratar porque um goleiro negro não seria aceito por seus torcedores", contou. 
O atleta também afirmou ter muito orgulho de ser quem é, apesar de lamentar ter que conviver com atitudes preconceituosas na maioria dos jogos fora de casa.
"O racismo está aí, tenho que lidar com isso em quase todos os jogos fora de casa. Mas não estou falando disso. Tenho orgulho de ser negro. Não vejo diferença entre branco e negro porque não há diferença alguma. Se você acha que há diferença, esse problema é seu".
Onana ainda disse que não deixaria uma partida por causa de ataques racistas vindos da torcida por não querer entregar aos ofensores aquilo que eles desejam. "É isso que eles querem. E não quero dar isso a quem gritar".
André Onana Reprodução/Instagram
André Onana Reprodução/Instagram