Mais Lidas

Vasco bate os 150 mil torcedores e torcida faz fila para despedida contra a Chapecoense

Expectativa é de casa cheia no Maracanã, que terá carga de 70 mil ingressos na última rodada do Brasileiro

Torcedores do Vasco fazem fila para comprar ingressos para o jogo contra a Chapecoense, pela última rodada do Brasileiro
Torcedores do Vasco fazem fila para comprar ingressos para o jogo contra a Chapecoense, pela última rodada do Brasileiro -
Rio - A distância não fará o Vasco se sentir menos abraçado no confronto com o Bahia, nesta quinta-feira, às 19h15, na Fonte Nova. A um passo da Sul-Americana e ainda sonhando com uma vaga no G-8 do Brasileiro, o Cruz-Maltino teve mais uma demonstração da confiança da torcida. Após o boom do programa sócio-torcedor, centenas de vascaínos lotaram São Januário para comprar ingressos para o jogo com a Chapecoense, domingo, às 16h, no Maracanã.
Na última rodada do Brasileiro, todos os torcedores querem prestigiar a despedida do Vasco. No entanto, contam com a vitória sobre o Bahia como resposta pelo bonito papel desempenhado fora de campo. Após assumir o ranking de sócios-torcedores no país, o Vasco aumentou a vantagem sobre o Flamengo e ultrapassou a marca de 150 mil associados.
VEJA MAIS NOTÍCIAS DO MEIA HORAA expectativa é de recorde de público. A carga total será de 70 mil ingressos, contanto gratuidades e cortesia. Para venda serão disponibilizados cerca de 58 mil ingressos, mas essa quantidade pode sofrer alguma variação. Como o serviço de e-ticket do clube estará ativo para o novos sócios, ainda sem carteirinha, o clube criou um esquema especial para acomodá-los. A venda exclusiva para os sócios terminará nesta quarta-feira.
Apesar da comoção da torcida, Andrey cobra pés no chão e mantém o foco no duelo com o Bahia. "Primeiro, a gente tem que pensar no Bahia, um adversário direto, importante. Depois começa a pensar na Chapecoense. Mas voltar no Maracanã é muito importante. É é o maior palco do futebol brasileiro, acho que todo mundo quer jogar lá, com a torcida, do jeito que está, apoiando em massa", disse Andrey.