• Siga o Meia-Hora nas redes!

Pânico em Copacabana

Assaltantes furam blitz na Avenida Atlântica e trocam tiros com policiais

Dois tiros atingiram cabine da PM em frente à Figueiredo de Magalhães
Dois tiros atingiram cabine da PM em frente à Figueiredo de Magalhães - Severino Silva

Uma troca de tiros entre assaltantes e policiais militares assustou quem passava pela Avenida Atlântica, em Copacabana, Zona Sul do Rio, por volta das 7h de ontem. No momento do confronto, havia muitas pessoas praticando exercícios na orla. Ninguém ficou ferido.

Após serem alertados sobre dois bandidos armados que praticavam assaltos na altura da Rua Sá Ferreira e haviam acabado de roubar uma moto, policiais do 19º BPM (Copacabana) montaram uma blitz na esquina da Atlântica com a Rua Figueiredo de Magalhães, mas os ladrões furaram o bloqueio, dando início ao tiroteio. Pelo menos dois disparos atingiram uma cabine da Polícia Militar. Houve perseguição, mas a dupla conseguiu escapar em direção ao bairro de Botafogo.

"Várias pessoas praticavam esporte no calçadão quando começou o tiroteio. Muita gente se jogou no chão e até dentro dos quiosques para se proteger dos tiros. Trabalho aqui há um ano e nunca vi uma afronta dessas", disse o funcionário de um quiosque, que preferiu não se identificar.

Um morador do bairro, que também pediu para ter a identidade preservada, relatou o momento de tensão: "Foi assustador. Estava na Atlântica, quase na esquina com a Rua Paula Freitas, com meu filho. Ouvimos os tiros, e só tive tempo de puxá-lo para nos abrigarmos atrás de um carro".

Uma mulher desabafou numa rede social: "Meu Deus! Estamos parados em Copacabana dentro do ônibus. Tiroteio na Avenida Atlântica. Só Jesus para nos guardar". O caso foi registrado na 12ª DP (Copacabana).

Comentários

Mais notícias