• Siga o Meia-Hora nas redes!

Atuação de milícia

De acordo com a Draco, foi constatada a cobrança de taxas de segurança, limpeza e consumo de energia elétrica aos permissionários dos boxes. "As investigações continuam com o objetivo de identificar outros integrantes da associação criminosa e as vítimas. Os agentes verificam ainda denúncias da existência de uma milícia instalada no local", informou a especializada.

Na última sexta-feira, a Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM) fechou um "minishopping" controlado pela milícia na Uruguaiana. Cerca de três toneladas de produtos falsificados foram apreendidas.

Comentários

Mais notícias