• Siga o Meia-Hora nas redes!

Polícia Civil trava barco do tráfico e prende trio

Embarcação levava arsenal do TCP com cinco fuzis, três pistolas, granadas e munições

Polícia suspeita que os fuzis apreendidos foram usados nos confrontos na Babilônia e no Chapéu Mangueira
Polícia suspeita que os fuzis apreendidos foram usados nos confrontos na Babilônia e no Chapéu Mangueira - Divulgação / Polícia Civil

Agentes da 27ª DP (Vicente de Carvalho) interceptaram um barco que carregava cinco fuzis, três pistolas, granadas e munições na Baía de Guanabara, na altura da Praia Vermelha, na Urca, Zona Sul do Rio, no fim da noite de segunda-feira. Na ação, foram presos Wallysson Menezes Monteiro, Júlio Carlos de Souza Campos e Murillo Vitoriano Gomes de Souza Júnior. Eles seriam do Complexo da Maré, na Zona Norte, e pertenceriam à facção Terceiro Comando Puro (TCP). O trio teria ido às matas dos morros Chapéu Mangueira e Babilônia, entre o Leme e a Urca, para recuperar o armamento, possivelmente usado em recentes confrontos pelo controle do tráfico na região. Eles foram autuados em flagrante por associação ao tráfico e porte ilegal de armas.

Em um vídeo da ação policial, os presos aparecem alegando que "são trabalhadores e foram obrigados pelos traficantes a buscar as armas". Mas, de acordo com o delegado Marcus Amim, que coordenou a operação, os três presos, que têm antecedentes criminais, saíram da Vila dos Pinheiros, na Maré, pelo canal do Cunha, na Maré, foram à Praia Vermelha, onde recuperaram as armas, e estavam retornando pela mesma rota quando foram abordados no mar.

"Dois criminosos subiram até a mata do morro da Urca e resgataram os armamentos. Não seria fácil encontrar os armamentos no meio da mata e de noite sem que soubessem onde estavam", afirmou o delegado Amim.

Comentários

Mais notícias