Mais Lidas

CPI das Enchentes convoca Crivella para depor

A afirmação é do vereador Tarcísio Motta (PSOL), presidente da comissão, instalada em fevereiro deste ano após sete mortes na cidade por conta de temporais

Crivella será convocado para se explicar na CPI das Enchentes
Crivella será convocado para se explicar na CPI das Enchentes -

O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, será convocado a depor na CPI das Enchentes, instalada na Câmara Municipal do Rio. A afirmação é do vereador Tarcísio Motta (PSOL), presidente da comissão, instalada em fevereiro deste ano após sete mortes na cidade por conta de temporais. 

"Cortes no orçamento de prevenção a enchentes e deslizamentos, erros e omissões nos protocolos de atendimento à população durante os temporais, falta de política de habitação para garantir moradia digna aos cariocas. São muitas as responsabilidades da prefeitura diante do caos que vive a cidade mais uma vez", disse Tarcísio.

O parlamentar, junto com o relator da CPI, o vereador Renato Cinco (PSOL), irão apresentar requerimento de convocação do prefeito Crivella na próxima reunião, na quinta-feira. Eles querem que o gestor se explique sobre as inundações em audiência pública.

Além dos vereadores, irão participar da próxima reunião da CPI os especialistas Ana Lúcia Britto, professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFRJ e coordenadora do Laboratório de Estudos de Águas Urbanas, e Alexandre Pessoa, engenheiro civil sanitarista e coordenador do Laboratório de Vigilância Sanitária da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV/Fiocruz).

A CPI das Enchentes tem o objetivo de apurar circunstâncias, fatos e consequências sociais, ambientais e econômicas causadas pelos temporais que atingiram a cidade em fevereiro de 2019, bem como as responsabilidades do poder público, na prevenção, mitigação dos efeitos e atendimentos dos atingidos pelas chuvas, enchentes e deslizamentos. Além de Tarcísio e Renato Cinco, compõem a comissão os vereadores Rosa Fernandes (MDB), Tiãozinho do Jacaré (PRB) e Marcelo Arar (PTB). Na suplência, estão Teresa Bergher (PSDB) e Major Elitusalem (PSC).