Mais Lidas

STF marca julgamento de Habeas Corpus de Rennan da Penha para dia 23 de agosto

Defesa espera que o DJ possa responder ao processo em liberdade

Rennan da Penha
Rennan da Penha -
O Supremo Tribunal Federal (STF) marcou nesta terça-feira o julgamento de um pedido de Habeas Corpus para o DJ Rennan da Penha para o dia 24 de agosto. Preso desde abril, Renan dos Santos, 26, está na penitenciária Bandeira Stampa, conhecida como Bangu 9, no Complexo de Gericinó. 
O pedido será analisado pela 1ª Turma do Supremo por meio de Plenário Virtual.
A defesa espera que Renan dos Santos possa responder ao processo em liberdade. "Não dá pra prever o que vai acontecer. A esperança é a de convencer os ministros de que ele pode responder ao processo em liberdade", comenta o advogado Arthur Lavigne. 
Compõem a Primeira Turma do Supremos os ministros Luiz Fux (presidente), Marco Aurélio, Rosa Weber, Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes.
Rennan da Penha foi condenado pela 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio a seis anos e oito meses de prisão apontado como 'olheiro' e acusado de organizar o Baile da Gaiola, que acontecia no Complexo da Penha, para beneficiar a atividade criminosa.

O funkeiro já havia sido preso neste processo em 2016 e, em seguida, absolvido na primeira instância por falta de provas. O Ministério Público entrou com recurso e a sentença foi revertida no Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) no dia 20 de março.
A defesa do DJ aguarda o julgamento do recurso do pedido de habeas corpus no STF, negado monocraticamente pela ministra Rosa Weber. Na decisão, a ministra justificou que a prisão não violava os princípios constitucionais, já que Rennan foi condenado em segunda instância. Apesar disso, o DJ e a família estão otimistas de que ele deixará a prisão. Agora, todos os ministros da 1ª Turma analisarão o pedido. 
Lorenna e Rennan Arquivo Pessoal
Rennan da Penha Divulgação