Mais Lidas

Empresário deixa projeto da roda-gigante na Zona Portuária do Rio

Sávio Neves, um dos idealizadores da atração, também está à frente da revitalização dos trens do Corcovado

Roda-gigante em construção na Gamboa, Zona Portuária do Rio, que será operada pela empresa Arc Big Eye, chama a atenção de turistas e cariocas, que já imaginam o visual da cidade lá do alto
Roda-gigante em construção na Gamboa, Zona Portuária do Rio, que será operada pela empresa Arc Big Eye, chama a atenção de turistas e cariocas, que já imaginam o visual da cidade lá do alto -
O projeto da roda-gigante do Porto Maravilha, a Rio star, sofreu uma baixa de peso. O empresário Sávio Neves, do Trem do Corcorvado e um dos idealizadores da futura atração turística, decidiu deixar a parceria com a empresa gaúcha Gramado Parks, segundo publicou o site ‘Diário do Porto’. O empresário não revelou, no entanto, os motivos de sua decisão. “O importante, para o turismo no Rio, é que a cidade vai ganhar sua roda panorâmica”, declarou ao site.
A atração tem previsão de inauguração para novembro. De 2013 a 2019, Sávio Neves, de 54 anos, investiu cerca de R$ 300 milhões em outros dois projetos turísticos, o AquaRio e a modernização dos trens do Corcovado.
Esse não é o primeiro contratempo do projeto da Rio Star, que anda preocupando turistas e moradores do Rio por estar bem em frente do Morro da Providência, área com um histórico problema de segurança e tiroteios, conforme matéria publica por O DIA na edição de 3 de setembro. Logo que foi anunciada como a vencedora da licitação, a Gramado Parks foi acusada de ter sido favorecida.
A vereadora Teresa Bergher (PSDB) apresentou requerimento por informações, e o deputado Átila Nunes (MDB) encaminhou representação ao Ministério Público.
Em resposta, na época, a Gramado Parks afirmou: “Estranho seria a menor proposta vencer. Este valor reverterá à Cdurp (Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto)”, disse em nota.