Mais Lidas

Moro evita perguntas sobre Lula: 'Eu nem gosto muito de falar dele'

Ministro da Justiça e Segurança Pública afirmou que ex-presidente faz parte de seu passado

Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro
Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro -

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, afirmou nesta segunda-feira à rádio Jornal Caruaru que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva faz parte do seu passado e do passado do país. "Eu nem gosto muito de falar dele", disse, fugindo de perguntas sobre o petista.

Moro tentou se distanciar de associações aos processos que Lula responde na Justiça. "Os problemas judiciais dele permanecem e cabe a ele resolver. A gente não tem nenhuma interferência", disse. O ministro, no entanto, vê que o ex-presidente foi beneficiado pela decisão do Supremo Tribunal Federal.

"Se alguém foi absolvido de um crime, a pessoa fica tranquila. Mas se a pessoa foi condenada, ela precisa sofrer as consequências, senão o sistema não funciona", explicou. O ministro realçou que um dos principais destaques do pacote anticrime, ao seu olhar, seria a prisão em 1ª instância, para que "não haja impunidade".

"Um dos fatores que estimula a prática de crimes é a impunidade. O crime se combate de várias maneiras. Uma delas é reduzir a impunidade", afirmou Moro.