Mais Lidas

Idoso é morto a tiros no Jardim Catarina em São Gonçalo

Hélio Rangel da Silva, de 67 anos, foi o terceiro idoso morto a tiros em São Gonçalo em 2020, de acordo com dados da plataforma Fogo Cruzado. Ele estava na Rua Lamartine Babo, próximo a uma oficina, quando foi atacado

Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo
Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo -
Um homem de 67 anos foi morto a tiros na noite de sexta-feira no bairro de Jardim Catarina, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio. Hélio Rangel da Silva foi socorrido por seu filho ao Hospital Estadual Alberto Torres, mas não resistiu.

De acordo com a Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI) foi instaurado inquérito para apurar as circunstâncias da morte da vítima. Diligências estão em andamento para esclarecer o caso.
Hélio foi o 3° idoso morto a tiros em São Gonçalo em 2020, de acordo com dados da plataforma Fogo Cruzado. Ele estava na Rua Lamartine Babo, próximo a uma oficina, quando foi atingido.
Em 2019, a plataforma registrou 41 idosos baleados no Grande Rio - 24 deles morreram. São Gonçalo foi o município mais letal para idosos naquele ano: Foram nove mortos e outros três feridos. O número de mortos na cidade representou um aumento 167% em relação a 2018, que teve 3 mortos.
No dia 4 de janeiro, Adenir Nunes da Conceição foi atingido no pescoço e não resistiu aos ferimentos. No dia seguinte, Lisete Pereira, 78, morreu após ser atingida por um tiro peito enquanto varria a varanda de casa, no bairro Arsenal, também em São Gonçalo.
Já em dezembro de 2019, no dia 5, Sandra Gomes Sales, 61, foi atingida quando estava a caminho do escola para buscar o neto, durante uma ação da Polícia Militar no Jardim Catarina. No dia 16, Maria dos Remédios Vilarinho de Jesus, 65, foi baleada durante um ataque de criminosos a PMs também no Catarina.
Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo Google / Reprodução
Criança é levada para Hospital Alberto Torres após ser baleada de raspão Internet